Degeneração Cerebral por Velhice

Degeneração Cerebral por Velhice

“Meu nome é Neusa, tenho 60 anos e desde 2001 cuido de meu pai, que em dezembro completará 93 anos e é dele que vou falar em meu depoimento.

Imaginem uma pessoa com esta idade, o quanto tem a contar… Sua vida, como a de todos , foi marcada por momentos felizes e também por momentos de angústia e tristeza por doenças graves que, graças a Deus foram superados. Teve tuberculose ,quando jovem, numa época em que esta doença significava morte certa. Conseguiu sobreviver e até enfrentou uma recaída depois de alguns anos. Quando minha mãe faleceu, em 2001, sofreu muito pela perda da companheira de 50 anos de vida em comum , e então começou a apresentar problemas de saúde; mal sarava de um, aparecia outro,  até que em 2003 descobrimos que estava com câncer  de intestino (mais precisamente de reto). Foram meses de tratamento: quimioterapia, radioterapia, várias cirurgias,mais quimioterapia  e depois de 5 anos, teve alta. Nesta época já contava 88 anos, o que foi considerado como verdadeira vitória por todos que o acompanharam , desde os médicos até os amigos. Desta data até final de agosto deste ano, manteve-se estável, com algumas dificuldades impostas pela idade.

Em agosto de 2011 ,começou a apresentar quadros de confusão mental , o que estranhamos, pois sempre foi muito lúcido, e juntamente com isto, impossibilidade de andar. Tomar banho sozinho, como sempre fazia,nem pensar, porque caía no banheiro. Muitas vezes, achava que tinha condições de andar ,mas ao tentar ficar em pé , não se sustentava  e logo caía.  Passamos o mês de setembro, de médico em médico, fazendo todos os exames necessários, até que foi constatado que o problema era degeneração cerebral relativo à idade. Todos os médicos foram unânimes  em  dizer que nada mais poderia ser feito e que a doença só progrediria e muito rapidamente, como pudemos observar. Providenciei cadeira de banho e já estava procurando cadeira de rodas pra que pudesse cuidar melhor dele.A confusão mental,  aumentava dia a dia. Já não sabia quando era noite ou dia, acordava de madrugada querendo tomar banho ,levantar ,tomar lanche e  ficar conversando, e de vez em quando sem mais nem menos,começava a caminhar, para logo em seguida levar um tombo. Foram dias de muita dificuldade até que, conversando com a Andrea, ela sugeriu o tratamento com os florais. Foi o que fizemos e para espanto de todos da família e amigos que o viram, na mesma semana , papai começou a andar, a tomar banho sozinho e as confusões foram diminuindo até desaparecerem. Pediu que devolvêssemos a cadeira de banho, pois não precisava mais dela.  Andrea sugeriu também que fossem feitos exercícios para o cérebro, para ajudar na recuperação da memória. Semanalmente, passo uma série de exercícios , que a princípio foram muito mal recebidos (devido à falta de costume e preguiça mental ) mas que agora já fazem parte da rotina e até servem para descontrair. O floral é tomado exatamente como ela prescreveu: 4 gotas ,4 vezes ao dia ,e ele  está tão bem que não esquece de tomá-lo. Ah! Está caminhando em volta da casa todos os dias, durante mais ou menos 1hora, para exercitar as pernas.Não parece a mesma pessoa de 2 meses atrás.  Em tão pouco tempo ,conseguimos um resultado melhor do que em vários anos de tratamento. É importante dizer que tudo está sendo feito através da internet, pois nós não moramos na mesma cidade que Andrea Goulart e meu pai não tinha a menor condição de ir até seu consultório em Guará. Os florais não interferem em tratamentos médicos que estejam sendo feitos e não é necessário interrompê-los. Os próprios médicos que acompanham meu pai disseram que só faria bem a ele.

Se alguém estiver em dúvida quanto ao tratamento via internet, afirmo que o resultado é simplesmente maravilhoso.  É claro que se puder pessoalmente, só o fato de conversar ,expor suas dificuldades e ouvir a terapeuta, fará um grande bem,mas se não for possível,não se preocupe ; siga a orientação dada e colabore com as informações, que obterá excelentes resultados.

Neste momento, dedico algumas palavras simples,mas que traduzem toda a gratidão que sentimos pela nossa terapeuta amiga ou amiga terapeuta: que Deus a abençoe,e que lhe dê em dobro toda a alegria , paz , saúde , amor, carinho e dedicação com que trata seus pacientes. Agradeço a Deus que nos colocou neste caminho.

Muito obrigada.”

N. M. R. C.
São José dos Campos/SP

About The Author

admin

ENTRE EM CONTATO


Utilize nosso formulário para enviar suas dúvidas, sugestões e reclamações. Será um prazer poder te ajudar e iremos responder o mais breve possível.




Desenvolvido por Internet Hotel